Apirio Yamada Retornar  pgina inicial

Cumprimento
Fundação/Idéia
Negócios
Perfil da Empresa
Nossa contribuição
Bibliotca da abelha
Concurs de desenho e redação sobre abelha
Escola Ecológica
Curso sobre abelha
Seminário Cultual
Inicativa de Reflorestamento
Plantio de Árvores no Nepal
Plantio de Árvores na Mongólia
Para os filhos dos filhos dos nossos filhos
Nossa contribuição ao meio ambiente
Sistema de geração eólica
Sitma de energia solar
Fazenda Apícloa

ltimas Notcias
Venha trabalhar conosco
Contato
Servio disponvel somente para os idiomas ingls, chins e coreano.
Compras
Espao Abelha

Para os filhos dos filhos dos nossos filhos


Precisamos rever o desenvolvimento intelectual da criana atravs dos cinco sentidos.  Debate entre Masao Onuki e Hideo Yamada
  
Este artigo, publicado no jornal em fevereiro de 2002, teve parte de seu conteúdo alterado.
Ensinar a usar computador importante, mas precisamos rever o desenvolvimento intelectual das crianas atravs da experincia direta, como ordenhar leite de cabra, cultivar hortalias na terra, cheirar e ter contatos com os sentidos dos rgos.
A famlia o espao onde se reproduz a vida, objetos, utenslios e diversas atividades com a fora da unio.


Yamada:

Eu sempre tive interesse em conhecer a Mongólia e, no ano passado, tive a oportunidade de visitar e consegui realizar o meu sonho de longo tempo. Professor Onuki, o senhor que vem pesquisando a Mongólia durante 40 anos e sempre veio comparando o Japão com a terra de vida nômade.

Onuki:

Sem d ú vida. Tenho feito v á rias viagens de estudo à Mong ó lia e vivenciei a vida n ô made das tribos, morando na aldeia durante a pesquisa por um per í odo de 1 a 2 anos e de curto prazo nas outras ocasi õ es. A Mong ó lia est á ao extremo do Jap ã o e a sociedade n ô made das tribos, vista como princ í pio de mercado, é um pa í s em desenvolvimento. Por é m, vista por outro â ngulo, podemos observar que existem coisas maravilhosas num pa í s considerado atrasado. Quando permanecemos muito tempo no Jap ã o, mergulhamos no senso comum do Jap ã o e esquecemos de enxergar a imagem verdadeira desse pa í s.

Yamada:

Eu tamb é m tenho experi ê ncia id ê ntica, isto é , quando visitamos pa í ses ou regi õ es em desenvolvimento, mesmo com atraso na ci ê ncia e tecnologia, os rostos das pessoas que vivem ali parecem tranq ü ilos e felizes. O atraso tecnol ó gico fez com que eles desenvolvessem o conhecimento da medicina tradicional para a preven çã o da sa ú de. Os produtos da abelha tamb é m s ã o aplicados na medicina local na R ú ssia, Bulg á ria e Romenia. Vendo estes pa í ses, repensamos se o Jap ã o é realmente rico e tranq ü ilo. Com isso, comecei a pensar que a riqueza e a felicidade n ã o s ã o somente de natureza material, e sim da percep çã o de relacionamento entre indiv í duos.

Onuki:

Concordo com voc ê . O que mais me emocionou na Mong ó lia foi o la ç o da fam í lia. Na Mong ó lia, a fam í la é composta de pais e m ã es, mais de dez crian ç as dos respectivos pais e seus av ó s que convivem conjuntamente. O que ocorre na fam í lia verdadeira, é reproduzir a vida como material. Na Mong ó lia, pelo menos tr ê s gera çõ es convivem juntas unindo for ç as, apoiadas pelo amor da fam í lia, trabalhando diretamente com a terra, conquistando os la ç os da vida. No Jap ã o, com o avan ç o da urbaniza çã o, ficou dif í cil a conviv ê ncia dessas tr ê s gera çõ es de fam í lias juntas numa mesma casa e, com isso, perdeu - se tamb é m a fun çã o verdadeira da fam í lia.

Yamada:

No passado, os pais repassavam conhecimentos para as crianças dentro da vida cotidiana e, nos trabalhos na agricultura, a conviverem com o espírito da natureza. Mas com o desmoronamento da agrovila, a sucessão da cultura familiar foi desaparecendo.

Onuki:

Quando eu falo da minha experiência em Mongólia, de que me acomodei com uma família que tem 13 crianças, as mães que estão ouvindo a minha fala dizem " uma criança já dá trabalho, imagine 13 crianças, ficaríamos doidas". Mas se observarmos a família, o mais velho cuida dos mais novos e os irmãos e irmãs exercem o papel de pai e mãe. Por isso, as mães da Mongólia são calmas. A família nada mais é um grupo de pessoas com diferentes experiências e, de acordo com a idade, todos trabalhando com a terra. Por isso, existem trabalhos de acordo com a experiência e diferença de idade. Dentro da família, os membros distribuem tarefas para trabalharem a maravilhosa terra sem desperdício, minuciosamente e uniformemente.

Yamada:

Isto quer dizer que existe a base de sustenta çã o das crian ç as.


ir para a pgina seguinte


  
Copyright(C)2004 Yamada Bee Farm All Rights Reserved. Ao topo